Resenha: Quero ser Beth Levitt (Samanta Holtz)

Quero ser Beth Levitt

Livro: Quero ser Beth Levitt ♥ Autora: Samanta Holtz ♥ Editora: Novo século

Páginas: 544 ♥ Ano: 2013 ♥ Nota: 5/5 + ♥

Sinopse: Amelie Wood perdeu os pais aos doze anos e, desde então, vive em um abrigo de meninas. Com a chegada do seu décimo oitavo aniversário, ela vive agora o temido e esperado momento de deixar o lugar que a acolheu por toda a adolescência para enfrentar o mundo em busca dos seus sonhos.
Seu bem mais precioso é o velho exemplar do romance que sua mãe lia para ela, na infância. “Doce Acaso” contava a história de Beth Levitt, uma jovem que, como ela, amava o balé e tinha a vida transformada ao conhecer o príncipe Edward. Amie suspira ao reler incansavelmente aquelas páginas, imaginando quando o príncipe da vida real baterá em sua porta… Por isso, ao soprar as velas, não tem dúvida quanto ao seu pedido: “Quero ser Beth Levitt!”.
Através de grandes coincidências e uma trajetória que ela jamais imaginaria, Amie se vê, de repente, no fascinante mundo do cinema, cara a cara com o príncipe mais lindo que sonharia encontrar e lutando para se esquivar da maldade de muita gente invejosa, contando, para isso, com sua melhor arma: um coração puro.

O que me vem a cabeça quando eu penso em Quero ser Beth Levitt é: Um verdadeiro conto de fadas. Essa é uma história que me trouxe uma montanha russa de emoções; eu sorri, chorei, me angustiei, torci com todas as minhas forças para que tudo desse certo. E ao final desse livro, eu fiquei durante um bom tempo com um sorriso bobo dos lábios, pensando na delicadeza, na beleza e na mensagem que essa história traz. Mas o pensamento que saltou a minha mente foi: Esse foi um dos melhores livros que já li na vida.

Amelie vive em um orfanato para meninas desde seus doze anos. Sempre sonhou que seu aniversário de dezoito anos chegasse para começar a viver seus sonhos, mas no grande dia um medo percorre seu coração. Como ela se encaixaria na nova vida, no mundo? A única certeza que ela tem é que pode contar com seu velho amigo, o livro Doce acaso, que pertencera a sua mãe e desde sempre fora seu melhor amigo. É quando realiza seu pedido de aniversário: Quero ser Beth Levitt que a vida da protagonista muda drasticamente. Através de uma série de coincidências (destino talvez) Amie verá a si mesma se tornando uma atriz e conhecendo príncipe dos seus sonhos, Chris Martin. Porém na vida as coisas não são fáceis e Amie terá que aprender a lidar com a maldade e com a inveja e mesmo assim precisará manter a promessa que fez a sua mãe: manter seu coração puro.

Poucas vezes eu tive o prazer de ler uma narrativa tão doce, leve e ao mesmo tempo tão poética como a criada por Samanta Holtz. Logo de cara fui fisgada pelo enredo e pela história tocante da Amie. Em determinado ponto eu queria ao mesmo tempo terminar logo o livro para saber o desenrolar dos acontecimentos e que ele não acabasse nunca, pois não me sentia preparada para abandonar esses personagens. Mas agora eu entendo: Eles nunca vão deixar meu coração. A maneira como os fatos são desenrolados, as cenas, o romance, tudo é muito bem pensado e se encaixa perfeitamente, montando uma drama completamente harmoniosa.

A Amie é um mulher incrível. Apesar de tudo o que passou, ela não se deixa derrubar e tem muita atitude. A maneira como ela lida com as situações, sempre tão inocente e procurando fazer sempre o bem, nos dá angústia, pois esse mundo de celebridades especialmente é muito cruel. Mas também nos dá uma luz ao pensarmos que podemos sim, agir com gentileza e bondade, mantendo um coração puro. Chris é maravilhoso! Estou apaixonada por ele, um personagem complexo, que nos arranca suspiros; um verdadeiro príncipe encantado. Os personagens secundários também foram todos trabalhados maravilhosamente.

A capa desse livro é linda e passa o quanto o balé é importante para Amie. A diagramação está perfeita com sapatilhas de balé para marcar capítulos e pausas, uma graça! Eu estou simplesmente apaixonada por essa história, ela traz um sensação tão boa durante a leitura, que várias vezes me peguei com um sorriso nos lábios. É lindo, tocante, emocionante e um romance arrebatador. Depois disso eu só tenho um desejo: Quero ser Beth Levitt.

“Se fossem fáceis não seriam sonhos. Nem valeriam a pena.”

Anúncios

8 comentários sobre “Resenha: Quero ser Beth Levitt (Samanta Holtz)

  1. Samanta Holtz disse:

    Querida Natasha,

    Que resenha mais liiiiiiiinda de “Quero Ser Beth Levitt”!! ❤

    Estou encantada com suas palavras, com a delicadeza ao descrever a narrativa, os personagens… que bom que foi tão apaixonante para você!! Esse livro foi escrito com muito amor, e saber que você vivenciou a mensagem dele profundamente em seu coração me deixa muuuuito feliz!

    Beijos e, mais uma vez, muito obrigada! Vou colocar o link da sua resenha em meu site: http://www.samantaholtz.com.br

    :* ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s